Sem surpresas, Britney Spears começa despedida da residência em Las Vegas

ANDRÉ ALOI
Enviado especial a Las Vegas, nos EUA

No dia em que Lady Gaga assinou contrato para uma residência fixa em Las Vegas, Britney Spears iniciou sua despedida, nesta terça-feira(19.12), do The Axis, teatro do Planet Hollywood Resort & Casinos, que há pelo menos quatro anos se apresenta semanalmente, de forma intermitente. O último show acontecerá na noite de Réveillon, em 31 de dezembro de 2017. Em meio a boatos de que renovaria parte do show para acrescentar um número natalino, ela simplesmente seguiu o tradicional setlist, sem muita conversa com a plateia, mas com inúmeros atos de dança – em nada lembra aquela cantora de coreografias espanta-mosca que em 2011 visitou o Brasil com a tour “Femme Fatale”.

Leia mais

“Vontade de fazer outras coisas”, afirma Banda Uó após resistência ao hiato

Até agora conhecidos como Banda Uó, Candy Melody, Davi Sabbag e Mateus Carrilho falam sobre a separação do grupo e do último single deles, “Tô Na Rua”, lançado no início do mês. Eles são os últimos convidados do podcast nesta segunda temporada, no episódio de número 45, que foi ao ar na último terça (12.12). A decisão, segundo eles, veio pouco tempo antes de anunciar a tour de despedida e a faixa.

Leia mais

“Arte de me manter viva”, diz Linn da Quebrada sobre relevância de “Pajubá”

Linn da Quebrada é a convidada do podcast Aos Cubos nessa reta final da segunda temporada. Ela é a atração do programa de número 44, que foi ao ar na última terça-feira (05.12). Para ela, ser artista é criar sobre o seu corpo, sua estética, principalmente para falar abertamente dos seus afetos, desejos, sexualidade e vontades. “Minha arte não  tem a ver com o palco. E não é estar no palco, lançar um disco, que me faz artista. Para mim, a arte que acho mais importante, que mais tem relevancia, é de se manter viva, principalmetne vinda dessas travestis, ouvindo suas histórias, que passam anônimas”. Ao se lançar como cantora, ela conseguiu se organizar no seu caos, já que vinha estudando o corpo como voz, além do teatro, dança e performance. Era uma espécie de magia acontecendo.

Leia mais

“Essa geração de mulheres está revolucionando o rap”, afirma Tássia Reis

Tássia Reis é a convidada do podcast número 43, que foi ao ar na última terça-feira (28.11). Workaholic, ela fala música (carreira solo e a parceria com o coletivo Rimas e Melodias), moda e mais com um forte discurso de empoderamento.”Essa geração de mulheres está revolucionando o rap. É muito louco… Os caras nem iam nos shows, estão começando e querendo entender um pouco. E estão indo porque a namorada gosta”, explica. Para ela, agora só falta tratar o gênero musical sem o “feminino” como complemento.

Leia mais

Fã de pão de queijo, Dua Lipa experimenta catuaba: “gostinho de Natal”

Durante a passagem da Dua Lipa pelo Brasil, no início de novembro, encontrei com ela para fazer umas perguntas para a GQ Brasil. Uma delas, em especial, vai entrar na edição de dezembro da revista em uma matéria na parte ESSENCIAL (editada por Piti Vieira), as outras, entraram no site da GQ em formato de vídeo. Agora, apresento a versão desse papo sem cortes, em que ela fala que a catuaba tem gosto de Natal… Quero saber que sabor é esse, viu?!

Leia mais

Em gravação de DVD, Coldplay entrega show democrático em SP

No show que o Coldplay fez no Allianz Parque, em São Paulo, nesta terça-feira (07.11), Chris Martin e asseclas entregaram uma apresentação democrática, com direito a dois palcos, além do principal (um deles na pista comum). Eles subiram para cantar com bastante atraso, próximo das 22h20 (estava previsto para começar 21h), mas tinha uma “longa história”, segundo o vocalista, envolvendo demora na entrega de equipamentos. Um fato inédito aconteceu esta noite: pela primeira vez na historia da banda, o baterista Will Champion entoou um de seus hits.

Leia mais

Castello Branco diz: "amar não é um ato, mas manifestação de existência"

Lucas Domênico Castello Branco Gallo, ou apenas Castello Branco, é o convidado do podcast Aos Cubos, no ar nesta terça-feira (07.11). O cantor carioca relembrou dos tempos de monastério (comunidade isolada do restante do mundo), de não conversar coisas sérias sobre mensagem e que seu apelido entre amigos é Carlinha, uma drag bem longe de RuPaul’s Drag Race: mas boa em capinar, fazer aceiro e limpar o estábulo. Além da música, trabalhou com produção de eventos… E, por enquanto, acredita que não tem nada que os selos poderiam fazer por ele que ele não conseguisse conquistar solo.

Em outro momento, falou sobre amor (sem os estereótipos formados pela nossa sociedade): “Não acho que seja um ato, mas uma manifestação de existência. Uma frequência que você sintoniza”. Play!

Em atualização…

[hr]

Participam desta edição do podcast: André Aloi, Luis Bemti e Juh de Oliveira. Foto do destaque, na home: André Hawk/Divulgação.
Quer falar com a gente? Já sabe! Escreve para podcast@aoscubos.com
SIGA NAS REDES SOCIAIS: iTunes.RSSFacebookTwitter e Instagram!

Leia mais