André Whoong já fez loucura com Iggy Pop e Tiê ama Justin Bieber

Parceiros de vida e de música, André Whoong e Tiê são os convidados dessa semana no podcast. Ele fala sobre o novo disco, “Justo Agora”, lançado esta semana pelo selo Rosa Flamingo. Os dois, que cantam juntos “Me Queira Você” no trabalho dele, já estão preparando material para o quarto álbum de Tiê, cujo primeiro single deve ser lançado em março de 2017 e o disco (pela Warner), no fim de maio. Quem participou, por telefone, foi Flavio Juliano, pra falar da agenda de shows de seu duo FingerFingerrr.

efc0c08d-fea1-4eb1-b243-7554a2c548de_andrewhoongjustoagora

Por volta dos 18 minutos, Whoong relembrou um dia f*da em sua vida, no show do The Stooges, no Planeta Terra de 2009. “O Iggy Pop estava na minha direção, tentei me aproximar para dar um beijo, não conseguia. Ele estava com a calça meio aberta… pus a mão, e segurei o p*u dele, e fiquei gritando ‘seu filho da p…’. Foi muito divertido, não sei se conseguiria fazer isso hoje em dia”, lembra, dizendo que estava sóbrio e foi tomado pela energia do show.

img_9335A cantora disse que já ouviu essa história algumas vezes, mas sempre fica meio nervosa. “Tudo bem que ele é o Iggy, mas talvez ele não queria ir tão além. Só acho que, no dia, talvez não quisesse que alguém colocasse a mão no p… dele. Eu, como artista, acho que pode ser um pouco invasivo”, reflete a cantora. “Ele ir à grade não justifica, talvez permitiria que passasse a mão na barriga ou umbigo”.

Tiê afirma que detesta ter de responder se é mesmo fofinha nas entrevistas. Enquanto André pularia as perguntas sobre referências do CD, que acha sempre muito vago. “Vou começar a inventar. Sabe aquela banda dos anos 80, o Elephants and the Bees and the Moutains, da Áustria?”, ironiza ele. A cantora também não gosta de começar entrevistas do zero, quando tem de falar de onde vem seu nome e como começou. “Se você der um minigoogle, vai saber”.

img_9319Os dois mostram suas diferenças ao escolher coisas do tipo Disney ou Turma da Mônica, praia ou campo ou céu e mar. Tiê fala de sua fissura por listas e cadernos e sobre escrever a mão, uma vez que ela adora ter caderninhos (inclusive, ganhou um do Justin Bieber, artista pelo qual tem um “amor platônico”). “Quando você escreve, seu cérebro automaticamente memoriza mais, entende mais, aprofunda”, analisa.

A cantora falou que essa disputa de lipsync, que acontece na TV (alô RuPaul’s Drag Race, é algo muito “xófem” pra ela, que não conhecia o app Musical.ly. Sobre dublagem no meio musical, Tiê dispara: “Sempre aconteceu… fica questionando, mas vai lá dançar, rebolar e abrir o espacate e ainda cantar afinado”. Ela fala que segue bastante gente nas redes sociais… umas 1600 pessoas! Entre os perfis que indicaria, estão @watts.on, @theacademynewyork e @essediafoifoda

Tiê tem um talento escondido: cozinhar, algo que faz bem, e desemperrar zíper. “Vou na persistência, no jogo. Quando enroscar sua bolsa, eu desenrosco”, brinca ela, que vai abrir essa seção na Rosa Flamingo. Já Whoong adorou pintar tampa de vaso sanitário com paisagens. Até agora, ele pintou uma só… Veja o resultado!

Paisagem privada. Marrom também é tinta.

A photo posted by André Whoong (@andrewhoong) on

Eles ainda falam o que gostam na TV. Desenhos estão sempre em pauta por causa das filhas da cantora, Liz e Amora, mas novela entra no jogo de vez em quantos. Ela também gosta muito do programa “O Show do Renatinho”, no Multishow, com Tatá Werneck e asseclas de banda. Tiê denuncia: ele gosta de “Escola para Maridos”. “Ele até chora”, ri. “Eu assisti os três primeiros episódios. São uns caras bem machistas. É engraçado ver eles desabrochando, vendo que são muitos escrotos. Acabo me emocionando”, diz ele, que gosta de freakshows.

Talvez você também goste...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *