Antes de se despedir do Brasil, McFly passa por SP com euforia de fãs

DE SÃO PAULO

De passagem pelo Brasil, o grupo britânico McFly causou euforia por onde passou. Bom, pelo menos na opinião de suas fãs – cujo sonho é casar com um deles: seja Tom, Danny, Dougie ou Harry. O quarteto iniciou a turnê por Belo Horizonte, depois passou por Rio de Janeiro. Na segunda e terça-feira (dias 23 e 24), na casa de shows HSBC, São Paulo teve os penúltimos shows da rota – que nessa quinta-feira (26) inclui Porto Alegre.

Por volta das 20h, a banda Cine fez o show de abertura, esquentando o público que aguardava a atração inglesa. Fizeram covers e cantaram seus sucessos. Não muito depois, por volta das 21h20 Tom Fletcher, Danny Jones, Dougie Poynter e Harry Judd deram início ao show, tocando seu primeiro single, do novo álbum, Party Girl.

Entre as novas do CD Above the Noise, tocaram sucessos como All About You, One for the Radio, Point of View, LiesStar Girl. Entre uma música e outra, Tom jogava marshmallows para a plateia e acertava diretamente a boca de todos os integrantes à distância. Menos de Dougie, que temia tomar um em seu olho.

Para a alegria de muitas fãs, o senhor Poynter, que saiu há alguns meses de uma clínica de reabilitação por motivos afetivos (terminou seu namoro de dois anos com Frankie Sandford, do grupo The Saturdays), se ajoelhou ao palco e pediu à todas presentes: “Brazil, will you marry me?”. Não precisamos comentar que a casa veio abaixo. Harry, sempre mais quieto na bateria falou pouco e tocou muito. Danny Jones fazia gracinhas e levava suas fãs ao delírio.

Todo o show foi gravado e há rumores que um DVD seja lançado com a turnê pelo País.  Porém, a maior surpresa da noite foi, após a saída de todos do palco, Tom Flecther, Danny Jones e Dougie Poynter voltarem e atenderem ao pedido mais caloroso da noite.

O público sempre pedia Too Close for Comfort em seus shows, sucesso de seu segundo CD Wonderland. E só foram atendidos na noite de terça. “Vamos tocar porque é a nossa última noite em São Paulo, e nós amamos esse lugar. Certamente, os shows mais marcantes de nossa carreira foram os que fizemos aqui, muito obrigado”, encerra Tom e se inicia a melodia da canção.

Encontro com o artista

Falando em euforia, agito, gritaria… Antes de show, podia-se ver a fila dando volta no quarteirão. Ainda mais com a novidade do Meeting e Greeting (M&G) para os pioneiros de seu site. Para quem não conhece, a banda criou seu próprio clube de fãs: “queríamos colocar todos os fãs do Mcfly sob o mesmo teto, por isso criamos o supercity.com”, explica Tom Fletcher, vocalista da banda. Esses “pioneiros”, pagam uma quantia para ter alguns extras. Vídeos, chats, promoções e a chance de um encontro com os meninos antes do show, para dar seus presentes e tirar fotos.

O primeiro dia de M&G não foi dos melhores para algumas fãs. Havia centenas de fãs que esperavam seu momento com a banda, porém, eles não contavam com a quantidade enorme de meninas e meninos na porta, que faziam parte do fã-clube oficial. Tiveram de interromper, e depois de muito choro, resolveram atender as que restavam logo após o show. Cerca de três minutos com seu ídolo. Na terça-feira (24), uma nova fila, virando a esquina, se montava na frente da casa de shows do HSBC. Fizeram o M&G novamente, e todas saíram satisfeitas.

Talvez você também goste...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *