Cantora Sia prefere ser reconhecida como uma mulher de bastidores

Esse post deveria pertencer à galeria de arquivos do aos cubos há um bom tempo. Mas eu sou teimoso, havia me prometido que só falaria da cantora australiana Sia quando conseguisse uma palavra dela. Afinal, o CD “We Are Born” (2010) não saiu do meu player e ela foi uma das minhas melhores descobertas do ano passado.

Consegui uma palavra dela, mesmo não sendo a resposta que sonhei. Mas ela simplesmente não me ignorou, quando falei: “Pô, Sia. Você responde todo mundo, menos a mim. Queria uma palavra sua para uma apresentação no blog”. Respondeu:

***

Bom, pra quem não entende inglês, ela diz que tenta manter contato com todos os fãs, mas acaba não dando (muito provavelmente porque está em turnê e não em época de lançamento de CD e afins). Que ela não está em período para entrevistas, e que está se concentrando em ser uma mulher de bastidores.

Não forcei, até porque não me interessa sua vida privada, que num passado recente sofreu de depressão e síndrome do pânico, e até pensou em abandonar a carreira musical. Já passou! O bom é que ela agora está a todo vapor excursionando em turnê pelos Estados Unidos. (Podia até rolar uma aparição no Brasil, né, produtores?)

Dito isso, bora apresentá-la?

Sia não é apelido. Na verdade, é o nome que precede o completo: Kate Isobelle Furler, uma australiana de 35 anos. O que se sabe sobre ela é que já foi a voz do grupo de electro britânico Zero 7, é dona do eterno hit “Breathe Me”, foi escolhida ano passado como cantora favorita de Adam Lambert, já colaborou para canções de Natasha Bedingfield, Beck e também escreveu e co-produziu (com Samuel Dixon) material para o último álbum de Christina Aguilera, “Bionic”.

Em algumas entrevistas que achei sobre a cantora no preparo deste post, encontrei uma descrição de seu estilo, que ela mesma se deu na revista Rolling Stone americana: “sexy clown”, explicando que era uma brincadeira, mas admitiu: “Depois eu percebi que era a mais pura verdade – talvez eu seja uma palhaça”. Na mesma entrevista, a cantora declarou que, no passado, já foi fissurada por arco-íris e até chegou a comprar alguns itens com o tema no site de compras eBay – uma espécie de mercado livre.

Para quem eu apresento a música de Sia, sempre falo que o álbum “We Are Born” é para ser ouvido na íntegra. Parece que ele está sendo composto naquele momento ou sendo tocado ao vivo. Encanta pela melodia marcada e compassada da sequência “The Fight” e “Clap Your Hands”- primeira e segunda faixas do álbum, passando por “Bring The Night”, até baladinhas mais depressivas como “Be Good To Me”. O CD todo é maravilhoso!

***

Conheça o divertido “Clap Yout Hands”:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=hr1bTNFjec8&NR=1]

***

Encube-a: site oficial | twitter | facebook | canal de vídeos

 

Bom, pra quem não entende inglês, ela diz que tenta manter contato com todos os fãs, mas acaba não dando (muito provavelmente porque está em turnê e não em época de lançamento de CD e afins). Que ela não está em período para entrevistas, e que está se concentrando em ser uma mulher de bastidores.

Talvez você também goste...

5 Comentários

  1. André, eu adoro a Sia e com certeza “We Are Born” foi um dos melhores álbuns de 2010 (alías, pensando bem, acho que fui injusto em não colocá-lo entre meus favoritos na retrospectiva do meu blog).

    Parabéns pelo post!

    Abs.

  2. Realmente! Eu gostava de músicas aleatórias dela…mas foi quando resolvi baixar o CD ( o we are born) que me apaixonei terrivelmente por ela…
    Eu não sei, mas é provavel que vc ja tenha visto o clipe de Soon We’ll be found, que é um dos clipes mais perfeitos!!!
    Tomara que ela venha ao Brasil… a proxima vez que vc conseguir arrancar algo dela, arranque a vontade interior dela de vir pra ca!!

    Adorei o post falando!
    Ja passei pro twitter pra todos conhecerem ela!
    (Ouça patrick Wolf, de repente voce tbm curte hehe)

    abç

  3. poxa acho ela uma cantora de uma voz puts muito massa mas mesmo assim ela prefere nao aparece como as outras divas mesmo ela nao sendo conhecida como diva ainda ne porque o motivo porque ela nao aparece so se ouve a voz dela ……ela perde muito nao aparecendo se ela começasse aparece as outras divas ja iam fica se mordendo de ira ja pensou mas desde ja adoro sia dira quando ela faz clip com o meu dj favorito DAVID GUETTA e muito firme…abraçao alex de belem do para…