Com show energético, OneRepublic passa por SP e promete voltar

Depois de se apresentar no primeiro dia de Rock in Rio, o OneRepublic foi a atração do Live Music Rocks, da Move Concerts, neste domingo (20.09), no Espaço das Américas, em São Paulo. O show energético teve desfile de hits, momento acústico, ode ao Brasil, covers e muito falsete.

A banda está na última etapa da turnê “Native” (de CD homônimo, lançado em 2013). “Estamos finalizando um novo álbum, que vai ser lançado em 2016, então é possível que muitas das músicas que vocês estão ouvindo aqui, fiquem de fora da próxima vez que viermos aqui”, desculpou-se Ryan Tedder. Inclusive, a banda fez uma “session” num estúdio em São Paulo antes do show.

O setlist tentou contemplar boa parte dos hits da banda, encerrando a apresentação (de 1h30 mais ou menos) de forma apoteótica com o remix de Alesso para “I Lose Myself Tonight”. Mas “Counting Stars” e “Apologize” foram as mais cantadas pela plateia. Entre os destaques, também estiveram “I Lived”, “Stop and Stare” e “Secrets”. Os covers de “What a Wonderful World”, de Louis Armstrong, e “Seven Nation Army”, do White Stripes, também despertaram coros. Dono de um vozeirão, o vocalista abusou das firulas vocais (e dá-lhe falsetes) pra mostrar do que é capaz. Destacaram-se também os momentos: Tedder ao piano e quando se juntou à banda para uma apresentação mais intimista, num palco de apoio no meio do público, com som mais acústico e novas versões de “Come Home” e “Good Life” (faixa em que a banda prestou homenagem ao País, mostrando imagens de pontos históricos paulistanos, como o MASP, a Estação da Luz e o Museu da Língua Portuguesa).

Em uma das conversas com o público, Ryan disse em um português enrolado: “vocês são f*da”. Falou também que iria pedir para seus empresários colocarem sempre a América do Sul na rota das próximas turnê, alegando que demorou muito tempo para desembarcarem por aqui. Em suas palavras, o público era maravilhoso. “Uma das melhores cidades de toda a turnê”, elogiou. Continuando o ato clichê, ganhou uma bandeira do Brasil, teceu elogios às cores e a pendurou num piano.

Ao cantar “I Need To KNow”, Tedder pegou uma câmera para filmar a plateia. A cena era digna de videoclipe. Como essa faixa já tem um, será que vem algum material novo por ai, mostrando os bastidores da tour?

Tedder, em outro momento de conversa, disse “eu te amo” e também agradeceu à gravadora (Universal Music Brasil) pela parceria (algo raro para artistas de seu patamar, uma vez que os artistas c*gam para seus representantes locais). E que jamais vai esquecer dos fãs brasileiros por causa daqueles que os acompanharam desde a chegada ao aeroporto, no hotel ou até mesmo quem usou as redes sociais para pedir música. 

A plateia também cantou “Parabéns a você” pra Zach. E Ryan quis esclarecer a história da música, cujo nascimento, ele diz, surgiu de duas professoras americanas e tinha outro significado. Veja o setlist:

12032243_1155588357802054_3010255308954070039_n[hr]

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *