“Musical me obriga a estudar e correr atrás do prejuízo”, destaca Miguel Falabella

Miguel Falabella volta para os palcos nesta quinta-feira (20.08), na versão brasileira do musical “Antes Tarde do Que Nunca” (“Nice Work If You Can Get It”), da Broadway. Após muito tempo dirigindo e produzindo, ele retorna aos palcos, e diz que sua vontade é aprender cada vez mais. “Quero ficar igual à Bibi Ferreira. Melhorar, melhorar, melhorar e morrer no palco”. Ele diz isso porque a memorável atriz, aos 93 anos, continua na ativa.

Cena Antes Tarde do que nunca-9Aos 57 anos (completa 58 em outubro), vive um playboy envelhecendo na adaptação que ele mesmo conduziu. “Fazer musical é maravilhoso, me obriga a estudar e me colocar em movimento, correr atrás do prejuízo… a fazer aula de canto desesperadamente, aprender a dançar, a me mexer, me manter magro, que é o mais difícil. O musical me obriga a me manter em forma, vivo, estudando, que é fundamental”, desabafa. “Fiz um acompanhamento com Pedro Lima, de aulas de canto. É muito legal e bom chegar na minha idade e estar estudando alguma coisa e aprendendo, e dizendo: ainda posso aprender mais”.

O ator explica que, ao terminar de gravar o ‘Pé na Cova’ (seriado da TV Globo, que roteiriza e protagoniza), poderia tirar um ano sabático, mas optou pelo aprendizado. “Acho que a gente não faz nada sem disciplina. Eu sou profundamento disciplinado. Perdi 15kg. Falei: não como mais glúten. Adoro fumar, mas não posso. É militar! Ninguém ‘tá’ me obrigando, é um desafio… Aprender as coreografias é complicado para quem não dança. Você tem um elenco de bailarinos profissionais e, se você fizer errado, vai todo mundo ver. É uma exigência todos os dias”, emenda, explicando que é bom sentir frio na barriga outra vez.

Cena Antes Tarde do que nunca-23

Sua maior dificuldade, na tradução, foi encontrar frases musicadas que combinassem com o português, vindas do inglês. “Acho que eu consegui. Agradeço ao meu motorista porque no trajeto da minha casa ao Projac (cerca de uma hora diária), o coitado escutou”, riu. “Ficava do lado dele contando as sílabas nos dedos. Quando voltei de uma viagem, ele me disse: ‘Oh, seu Miguel, estava com uma saudade dos dedinhos”, comentou, gargalhando.

Ex-companheira de “Hairspray” (adaptação assinada por Falabella em 2010), Simone Gutierrez é o par romântico de Falabella após a desistência de Andréa Beltrão e Alessandra Maestrini . “Eu sou um paranoico às avessas. Eu sempre acho que a vida tá aqui para dar certo (…) Tinha que ser uma coisa muito improvável, que as pessoas digam: isso não junta, isso não dá beijo na boca. E, no final, dá um grande beijo e é uma alegria muito grande estar do lado dela”, resume.

A história conta a história de um playboy completamente alienado que conhece uma contrabandista que nunca amou nem nunca fui beijada. “Pela idade, meio social… Aquilo jamais daria certo e dá! Um é o amor do outro. É uma fantasia romântica, embalada pelas inacreditavelmente lindas músicas de George e Ira Gershwin”. A produção foi uma indicação da coreógrafa Fernanda Chamma e é a primeira produção dele com a Time For Fun (T4F).

Miguel Falabella e Simone Gutierrez

DIRIGINDO UM DIRETOR
“É a primeira vez que dirijo um diretor”, brinca José Possi Neto, que assina a montagem. “O Miguel é um homem de uma inquietação. São 360º de percepção o tempo inteiro e o prazer de provocar o outro ator. Quem contracena com ele tem que estar ligado e vivo. Quem dirige ele, também, pra saber assimilar isso e jogar no espetáculo”, reforça.

Possi diz que sua função, enquanto diretor, é criar a melhor moldura para um elenco, situar muito bem um texto, conseguir – através dessa estética – comunicar ao público a mensagem. “Por incrível que pareça, não senti que tivesse carregando o espetáculo nem no primeiro dia. Isso não quer dizer que foi fácil. Tudo é muito trabalhoso e difícil. Tem coisas que dão certo e errado, mas tem um objetivo que se impôs porque houve uma leveza no trabalho”.

[hr]

SERVIÇO
Miguel Falabella no musical “Antes Tarde do que Nunca”
De 20 de agosto a 25 de outubro
Teatro Cetip – (Rua dos Coropés, 88 – Pinheiros)
Horários: quintas e sextas, às 21h; sábados, às 17h e 21h; domingos, às 17h.
Duração: 150 minutos em dois atos (com intervalo de 15min).
Ingressos: de R$ 25 (meia-entrada) a R$ 230.
Capacidade: 627 lugares.
Estacionamento terceirizado com manobrista
Classificação Etária: livre. Menores de 12 anos acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Talvez você também goste...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *