Recheado de sucessos, Maroon 5 se apresenta no QG do Facebook

As redes sociais estão juntando uma galera para ver shows de seus ídolos, pelo menos nos Estados Unidos. Arcade Fire já se apresentou para o YouTube, assim como o eterno beatle Paul McCartney. Desta vez foi o Maroon 5 para o Facebook, no Headquarters (QG) da empresa, em Palo Alto (Califórnia). No horário daqui, a apresentação começou por volta de meia-noite invadindo a madrugada de sexta-feira (1º). Nos EUA, era 19h para um lado (pacífico), 22h para o outro (Eastern TimeZone), ainda de quinta (30).

Para uma plateia reservada, Adam Levine e asseclas cantaram principais sucessos da carreira, misturando os já consagrados hinos pop/rock, grudentos, com as novidades do CD “Hands All Over”, o terceiro de estúdio.  Antes da apresentação, a banda respondeu a perguntas de internautas via Facebook e Twitter. Num palco cru, apenas instrumentos iluminados por tons de azul, que mudava para rosa/roxo/laranja, começou a maratona com “Misery”, primeiro trabalho do disco novo, seguido de “If I Never See Your Face Again”.

Adam estava inquieto, ia de um lado para outro do palco, por vezes parava ao centro, apoiado no pedestal do microfone. “Harder To Breath”, o hit que os fez conhecido, soou mais pesado e cheio de riffs de guitarra, seguido de “Give a Little More” – atual single. Fez o primeiro contato com o público, perguntou se estavam curtindo, e cantou “Secret”, disse que era uma canção especial do primeiro álbum. “She Will Be Loved” em versão mais acústica, lenta, arrancou suspiros da plateia e o frontman anunciou “Wake Up Call”, dizendo que o público conhecia essa, bem antes dos primeiros acordes.

Depois de um band jam ou firula – como preferirem, o vocalista soltou: “Querem ouvir um novo som?”. Grata surpresa: “Stutter” – que deve ser o próximo single, do mais recente CD. Com pegada rock e vocal mais malemolente, pediu ajuda da plateia no coro da música. “You make me…”, gritado por ele, foi completado pela galera: “Stutter”. Nas primeiras notas de “This Love”, emendou: “Essa vocês sabem”. Finalizou a música em acapela, gritinhos e um solo da banda. Agradeceu a quem compareceu para ver o show e a todos os que acompanharam pelo broadcast.

A banda saiu do palco, sob aplausos, mas logo o frontman conseguiu o que queria: “one more song”, gritavam os fãs enlouquecidos. As luzes azuis voltaram a se acender. O público agradeceu o retorno, e Adam pediu para que o público o acompanhasse, gesticulando com os braços para cima, de um lado para o outro. Depois, apresentou cada membro da banda que acompanha a turnê: baixista (Mickey Madden), guitarrista (James Valentine), tecladista (Jesse Carmichael), bateirista (Matt Flynn) e ele próprio.

Antes de “Sunday Morning”, agradeceu mais uma vez a oportunidade e o lugar intimista que estavam se apresentando. Com gritinhos e caretas, cantou – de forma mais lenta – o single que já embalou todos inúmeros romances. Foi então que os cronômetros marcavam 59 minutos, quase uma hora de sucessos, e esse era definitivamente o fim da apresentação – nenhum só aplauso faria a banda voltar ao palco do QG do Facebook.

***

Não assistiu? Eles estão retransmitindo. Aperte o play!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *