SP: George Clinton comemora 70 anos fumando maconha em festival

Com a responsabilidade de encerrar o primeiro dia do festival Black na Cena, que acontece até domingo (24) na Arena Anhembi em São Paulo, o cantor George Clinton comemorou seu aniversário de 70 anos, completados na sexta-feira (22), fumando um cigarro de maconha, dado por um fã em uma das primeiras músicas de seu show de mais de uma hora e meia. A apresentação começou pontualmente às 2h30 da madrugada deste sábado (23), anunciada de surpresa por membros do Public Enemy, os rappers Flavor Flav e Chuck D.

Texto originalmente publicado em Música, no Portal Terra

Como presente de aniversário, o fundador do Parliament-Funkadelic ganhou da produção do festival um buquê de rosas brancas e vermelha e um bolo com cobertura de marshmallow e morangos, que não deu tempo nem de cortar: ele se serviu com as próprias mãos e passou a cobertura branca no rosto do guitarrista Michael Elton e do rapper Flavor Flav. Ainda recebeu um Parabéns a Você, encorajado por Flav, que disse em inglês: “me ajudem, não sei cantar em português”. E a plateia respondeu, com uma mistura de línguas, o hino de aniversário a George Clinton, que em agradecimento deu um beijo no rosto do rapper.

George Clinton e sua banda composta por 26 integrantes começaram a festa musical “soul-funk” com o hit do Funkadelic, Cosmic Stop, e seguiram com Flash Light, do Parliament. Nessa última com participação de Flavor Flav e da neta de George, a rapper SatIVa Clinton. Ele transformou o palco do festival em um revival da era disco com seus músicos enfileirados, embalados por acordes do saxofone (à esquerda) e de backing vocals (à direita). As vozes de apoio eram formadas por três mulheres vestidas com roupas exuberantes, uma delas ainda fazia performance com patins, por um senhor, provavelmente no auge dos 70 anos de idade como George, vestido com calça larga tipo esporte, agasalho e óculos escuros e um outro com uma roupa que lembrava a dos Beatles na capa Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band.

Com atitude digna de astro da noite, George vinha à frente do palco e fazia gestos como “quero mais”, respondido pela plateia com aplausos. Então, em agradecimento, erguia a mão com o símbolo rock ‘n’ roll (dedos indicador e mindinho levantados). Era na plateia ainda que estavam outras estrelas da noite que, embaladas pelo ritmo contagiante dos acordes vindos do som psicodélico de George e banda, mostravam passos de dança de rua. Entre eles, um dos precursores do hip hop no Brasil, Nelson Triunfo, que chamou a atenção de Flavor Fav, que apontava para ele, mostrando a George a coreografia que o brasileiro aplicava às músicas.

Nos momentos finais da apresentação, os músicos se recolheram e em cena só ficou o guitarrista Michael Elton, que comandou um longo solo, complementado por teclado e bateria. Em certo momento, George veio ao centro e, em movimentos que imitavam o de um maestro regendo uma orquestra, “pirou” com o som que vinha dos instrumentos. O show se encerrou por volta das 4h da madrugada.

Comemoração
Com um setlist fechado antes de subir ao palco, George Clinton preferiu abortar a missão para fazer um show especial de aniversário “sem rédeas”, contaram membros da produção ao Terra. Ele dizia para a banda, na hora do espetáculo, o que gostaria que fosse tocado. Entre os sucessos, músicas das bandas que George encabeçou durante a sua carreira (Parliament e Funkadelic, que juntas compõem o nome da atual), comoSomething StankFreak of the WeekLet’s Play HouseFree Your Mind and Your Ass Will Follow.

Black na Cena
O evento com artistas que representam a cultura afro na música, que segue até domingo (24), foi aberto nessa sexta-feira (22) com a banda de samba-rock Farufyno, seguida pelo Baile do Simonal (com Wilson Simoninha e Max de Castro), Sandra de Sá e Seu Jorge. Neste sábado (23) é a vez de se apresentarem: Xis, Marcelo Mira e Rincon Sapiência (16h); Lee “Scratch” Perry, Mad Professor e Roto Roots (17h30); Marcelo Yuka (19h); Public Enemy (20h30); Banda Black Rio com Criolo, Negra Li e Slim Rimografia (22h); Pato Banton (23h30); Jorge Ben Jor (1h); Olodum e Carlinhos Brown (2h30).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *