Superprodução e duplo sentido marcam show de Katy Perry em SP


Musa teen apresentou inumeros hits para público no  domingo (25)

DE SÃO PAULO
ANDERSON NASCIMENTO, especial para o Aos Cubos

Superprodução digna de um show de uma grande diva. Assim foi a noite do último domingo (25) para quem curtiu a apresentação de Katy Perry, na Chácara do Jockey, na capital paulista. Com um atraso tolerável menos de menos de dez minutos (o show deveria começar às 20h, mas a cantora subiu ao palco às 20h07), a cantora começou a prender o público paulista nas teias de sua The California Dream Tour, superprodução baseada no conceito de “Teenage Dream”, seu segundo álbum de estúdio, lançado em 2010.
Iniciando os trabalhos, a cantora surgiu no palco montado na Chácara do Jockey com uma roupa deslumbrante, decorada com pirulitos que rodavam enquanto ela cantava “Teenage Dream”. Na sequência, veio “Humming Bird Heartbeat”, do mesmo álbum, sustentando o clima meio “Alice no País das Maravilhas” dessa turnê.

“Eu finalmente estou aqui, São Paulo! Eu disse que viria”, esbravejou uma eufórica Katy. A cantora não fugiu dos chavões e tratou de rotular o público brasileiro: “Eu sei que vocês são bem selvagens”, disse. Depois do primeiro contato com a plateia, Katy cantou “Waking Up in Vegas” (sucesso de seu primeiro CD, “One of The Boys”, de 2009). Enquanto rolava um vídeo no telão, Katy aproveitou para executar a primeira das inúmeras trocas de figurino que viriam ao longo do show. Em “Ur So Gay”, ela surgiu com um visual deslumbrante, absolutamente fantástica em uma vestido azul cintilante.

Depois veio “Peacock”, com letra cheia de duplos sentidos e referências sexuais. As mamães e seus filhos pré-adolescentes quase fizeram cara feia com a conotação sexual que a apresentação começou a ganhar, mas era tudo tão lindo que o público pareceu hipnotizado.

Rolou mais uma troca de roupa. Katy apareceu em um belo vestido verde com uma fenda enorme na perna esquerda. Decidiu repetir o que aconteceu no Rock in Rioe chamou um rapaz para ser seu namorado durante alguns preciosos minutos: “Eu acho que os garotos de São Paulo são melhores que os do Rio de Janeiro”. A produção escolheu alguém na plateia: Johannes Kennis, de 17 anos, natural de Analândia, no interior paulista. Katy mostrou preocupação: “Nós vamos para a cadeia por causa disso?”. Depois começou a alisar o rapaz, que ficou completamente alucinado. Após os carinhos, sem cerimônia, Katy literalmente expulsou Ian de “seu palco” e continuou com o show.

“I Kissed a Girl” manteve a pegada dançante e animada do público. Katy então simulou um desmaio e foi carregada por um roadie para o backstage. Após o telão exibir mais um vídeo, ela voltou em uma fantasia de mulher-gato (com direito a chifrinhos) cantando “Circle The Rain” e mais uma sequência de hits: “E.T.”, “Who Am I Living For” e “Pearl”.

O show teve mais uma curta pausa. Logo Katy surgiu em um vestido lindo, pendurada sobre um balanço e cantando “Not Like The Movies”. Então a cantora desceu, assumiu um violão cheio de detalhes fashion e começou a cantar “The One That Got Away”. As 25 mil pessoas presentes na Chácara do Jockey gritavam “Katy, eu te amo!”, e ela chorava como um bebê. Um dos momentos mais bonitos da apresentação.

Então Katy dedicou “Thinking Of You” ao público paulista – a mesma que, durante o Rock in Rio ela agradeceu pelo Brasil ter sido o único lugar no mundo por ter colocado a música em primeiro lugar nas paradas. O sucesso se deu porque a canção era trilha sonora de “Caminho das Índias”, tema de Bahuan (Márcio Garcia) e Shivani (Thayla Ayala).

Ainda emocionada, a cantora cantou “I Want Candy”. Nova pausa, nova troca de roupas. Em “Hot N’ Cold”, a musa teen trocou de figurino ao menos cinco vezes, amparada por um biombo sustentado por um de seus carismáticos dançarinos. O final do show se aproximava, Katy cantou “Last Friday Night” e, depois, “Dance With Somebody”, animado cover de Whitney Houston.

O último ato do show foi extremamente grandioso. “Firework”, acompanhado de pirotecnia imensa, e “California Gurls”, com chuva de papel picado e bolhas de sabão. Katy Perry se despediu do público paulista com sentimento de missão cumprida. E o público variado – desde crianças vestidas com perucas azuis acompanhadas dos pais até casais apaixonados – saiu satisfeito.

***

Confira o setlist:

“Teenage Dream”
“Humming Bird Hearbeat”
“Waking Up In Vegas”
“Ur So Gay”
“Peacock”
“I Kissed A Girl”
“Circle The Drain”
“E.T.”
“Who Am I Living For”
“Pearl”
“Not Like The Movies”
“The One That Got Away”
“Thinking Of You”
“I Want Candy”
“Hot N’ Cold”
“Last Friday Night”
“Dance With Somebody” (Whitney Houston cover)
“Firework”
“California Gurls”

Talvez você também goste...

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *