@SWUBrasil dia 2 – Regina e Joss: musas que não estavam para festa

Domingo (10), segundo dia de SWU (Starts With You) – festival de música e arte, na Fazenda Maeda, em Itu (no interior de São Paulo), e a decepção chama-se Regina Spektor. Passei meses em contagem regressiva para ver essa mulher no Palco Ar. Me decepcionei! Uma pena ela não ter conseguido empolgar a galera e, apesar de um show intimista, podia ter sido mais descontraído. Ela causou climão, desaqueceu o público que já tinha passado por Jota Quest e Capital Inicial e, ainda assim, conseguiu a apatia do público.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=YAFWWWLfsAI]

Musicalmente falando, ela é mais do que rainha no assunto: dona de um vozerão e multi-instrumentista, toca piano, teclado, guitarra e cadeira (pode parecer estranho, mas ela conseguiu arrancar ruídos do móvel). Mas o público não estava preparado para ela: reconheceu “Fidelity”, trilha da novela A Favorita (Rede Globo) e talvez “The Calculation”, carro-chefe de seu último álbum Far (2009). Alguns até conheciam “Us”, hit do filme 500 Dias com Ela. Mas seria melhor para Regina e seu público, fiel, que a apresentação tivesse ocorrido na tenda Oi Novo Som, por exemplo.

Melhor resenha, na minha opinião:
Último Segundo:Regina Spektor faz o show certo para o lugar errado

***

Joss Stone também não me convenceu. Apesar de linda e loira, surgiu no palco com vestido  decotado e , apesar de longo, mostrava as pernas da cantora por ser transparente – para alegria dos marmanjos de plantão que passavam frio em Itu ou no conforto de seus lares, já que o show dela foi transmitido na íntegra pelo canal pago Multishow –  e mandou ver num show prá lá de jazz e R&B. Mas quem estava na plateia queria gás, energia, já que Capital Inicial e Jota Quest incendiaram a galera. Joss tocou seus sucessos, conversou bastante com o público, sensualizou com a bandeira brasileira e só! Vá lá, ela teve seus momentos bons: “Fell In Love With a Boy” e “Super Duper LOVE”.

A cantora só me ganhou quando disse ser fã confessa de Kings Of Leon. Ela disse estar doida e emocionada para ver o show deles – que aconteceria naquela mesma noite, no mesmo palco que ela pisara momentos antes.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ObAIUttbwE0]

Melhor resenha, na minha opinião:
UOL Música: Joss Stone leva elegância ao palco da fazenda do Festival

***

Já já tem mais: posts sobre nossas impressões do que conferimos no #SWUBrasil entrarão ao longo da semana.

Talvez você também goste...

7 Comentários

  1. Hm…eu já tenho uma opinião totalmente contrária!
    Nossa, essa Regina Spektor pela mor de deos q coisinha ruim haha! FIquei até com pena dela qnd vi um trecho pela tv rs.

    E Joss Stone, o trecho que vi pareceu legalzinho pra quem gosta do estilo. Acho a voz dela linda, canta mto, mas as músicas não fazem meu tipo não.

    P.S.: Ela estava de vestido comprido, não apareciam as pernas.

  2. Você disse que o show foi parado, que a Regina Spektor não animou o público. Como exatamente você esperava que ela fizesse isso tocando piano?
    Outra coisa, se você gostava dela há tanto tempo, já deveria conhecê-la o suficiente para saber o que esperar de um show dela.

    1. Longe de mim querer achincalhar o show de Regina.
      Gosto dela, de sua música. Só quis dizer que parte do público não se identificou por “ignorância” musical ou, como o próprio Matheus diz: “auto-tune”. Preferia ter acompanhado o show, de perto, na tenda da Oi. Com o show mais intimista, com certeza, iríamos aproveirar muito mais

      Esta foi uma visão minha. Eu, quando estou atuando como jornalista prezo pela terceira pessoa, relato do que vi, acompanhei. No blog, é diferente. Tento fazer a mesma coisa, mas um pouco mais carregado de opinião e, quem sabe, nesse caso exagerei.

      Mas o espaço de comentários serve para isso: democrático que só, aqui as pessoas podem dizer o que vivenciaram, compartilham suas ideias e se concordam ou não com o que leram no blog. São contra-pontos. Super saudável para nós do blog, que queremos mostrar diferentes lados de um fato. Assim que acreditamos ser. Se um cubo tem quatro lados, queremos detalhar cada um, sob diferentes óticas.

      Fiquem à vontade para mandar um relato do show, com fotos para: falecom@aoscubos.com.
      Teremos maior prazer em publicar!

  3. Fã de Britney falando mal da Regina? Coisa de quem não está adaptado a ouvir música sem auto-tune. Talvez o clima da plateia tenha mudado sim, mas, provavelmente, foi por causa dos sentimentos que as músicas da Regina passaram. Muitos choraram em Samson, aplaudiram Après Moi… Cada música cativa o público de uma maneira.

  4. Olá,

    Respeito a sua opinião, mas você faz parte da minória que não se convenceu com a Joss.

    Já li diversas reviews dela…todo mundo só falando muito bem.
    E estivesse lá e tava bom demais sim…vide a música ‘Put Your Hands On Me’ e ‘Incredible’ que não tem como ficar parada, seguido do solo do saxofonista Jeff. Tem certeza que viu o show todo?

    Reveja seus conceitos.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *