Sarah Oliveira afirma que se meteu em briga por causa de Ryan Gosling

Sarah Oliveira comentou no podcast Aos Cubos, divulgado nesta terça-feira (10.10), que que se exaltou em uma discussão por causa de Ryan Gosling. Na entrevista, a apresentadora do “Minha Canção”, da rádio Eldorado, ainda relembrou os áureos tempos da MTV Brasil – de quando foi almoçar com Britney Spears e Justin Timberlake – a relação com os filhos e sua briga com o relógio pelas manhãs. Para ela, até o programa “Encontro com Fátima Bernardes” (que vai ao ar às 10h50, na Globo) é muito cedo.

Leia mais

SILVA quer ficar longe de carão e diz que enjoou de nude: "recebi tanto"

Lucio Silva de Souza, ou simplesmente SILVA, é o convidado do podcast esta semana, encerrando nossa primeira temporada. O músico acaba de lançar um disco em que canta clássicos de Marisa Monte. Inclusive, ele contou com exclusividade que o lançamento do show no Rio de Janeiro, programado para 2017, terá a participação da musa. O cantor ainda apresentou duas músicas em versões acústicas: “12 de Maio” e “Feliz e Ponto”.

Por conta da produção do disco e divulgação do álbum, além de ensaios do novo show, o artista que ainda mora em Vitória (ES) esteve em SP durante algumas semanas e se viu incomodado pelo carão e o clima blasé. “Gosto dessa coisa tão rara, que é estar no meio de amigos, às 4 da manhã… tenho saído muito em SP e odeio carão. Não tenho paciência”.

img_0170Respondendo se preferia Black Tie ou Nude, ele diz que começaria em um, terminaria no outro. “Eu enjoei de nude, recebi tantos esse ano… no Snap, recebi alguns incríveis, outros nem tanto. Acho legal essa coragem (de mandar foto). Eu demorei muito pra mandar. Viajando, você tem que manter o interesse. Nude é uma coisa que banaliza. Parece que com esse discurso você não manda porque não está com o corpo em dia. Mas até corpos incríveis enjoam”, diz ele. “Sinto falta dessa naturalidade. Às vezes, você bate o olho em alguém e ela é tão incrível, tem a auto-estima tão grande, que vale mais do que um corpo com 0% de gordura”.

Se tivesse de escolher algum artista para homenageá-lo, ele brinca, definiria Ludmilla. “Meu sonho. Sério, ela é mais legal que as outras cantoras porque tem uma parada assim (meio high/low). Do lado da minha casa em Vitória tem funk, escola de samba (Pega no Samba), que é um inferno. Igrejas evangélica e católica, terreiro. É uma bagunça. Quando ela lançou ’24 Horas’, aquilo tocava em todos os cantos. Até minha avó cantava. Ela tem uma parada do gueto, baita compositora e canta pra c… Ludmilla, sou seu fã”.

O cantor falou que detesta ter de responder suas influências musicais e ainda revelou que sua diva pop favorita é Amy Winehouse. Ele prefere Britney Spears a Christina Aguilera e demorou a aceitar e gostar de Ariana Grande. Se pudesse escolher um superpoder, gostaria de poder ler os pensamentos. “Entrar na mente e descobrir o que as pessoas pensam é mais legal (do que flutuar)”, analisa. Ainda que não seja um bom chef de cozinha, prepararia algo para Caetano Veloso.

Dentre todos os tipos de música, ele que tem formação erudita, odeia as de balada Gay. “Tribal é o pior gênero da música eletrônica que ja inventaram”, condena. E com quem ele tiraria uma selfie? Segundo ele, a gente vive para esperar um novo Michael Jackson. “A pessoa que mais se aproxima disso é a Beyoncé, e não tenho essa coisa de diva pop. Tenho admiração pelas pessoas cuja musica é f… Não sou fã da dancinha dela nem do figurino. E sim da sua música. Ela canta pra c…, sempre faz coisas interessantes! Os discos podem nem ser number 1, mas sempre interessantes. Se a visse ao vivo, ia pagar muito pau. Kanye West não ia falar porque acho ele escroto, apesar de ser fã”.

Leia mais

Em SP, Adore Delano dispara hits e beija fã na boca em apresentação

No segundo show de Adore Delano, na festa “Priscilla“, no Cine Joia, na capital paulista, neste domingo (26.04), a drag que nasceu sob o nome de Danny Noriega, 25 anos, disparou, ao vivo, hits de seu álbum de estreia “Till Death Do Us Party”, lançado em 2014. “Vocês me fazem sentir a Lady Gaga com um pênis”, comentou sobre o assédio do público desde o desembarque no Brasil.

“Aqui está muito quente, será que é porque vocês são muito gostosos? (‘hot’, do inglês)”, brincou. Ao abrir o show, disse: “oi, migas”. Durante a performance, em que cantou sete músicas, a ex-participante do reality “RuPaul’s Drag Race”, em 2014, falou que suas maiores inspirações são Britney Spears e Courtney Love.

A apresentação da também ex-participante do “American Idol” (2008) durou menos de uma hora, teve cover à capela de “Tainted Love”, do Soft Cell. Ela cantou: “DTF”, “Party”, “Hello, I Love You”, “Tainted Love” (à capela), “I Adore U”, “My Adress is Hollywood” e “Jump The Gun”.

IMG_2908.JPGAdore ainda beijou um rapaz que subiu ao palco com um chapéu, alargador… Bem parecido com o ex-namorado australiano, Kristian Francuski. Quando Adore chamou o jovem Allan Lebre (veja o Instagram dele @allanishot!), de 18 anos, e lascou um beijo nele, não foi uma escolha aleatória.

O rapaz, que se diz muito fã da cantora, haviaa trocado mensagens via inbox, no Instagram. Ele não conseguiu ingresso para ir à apresentação dela na última sexta, também na festa “Priscilla”, desta vez na Blue Space.

Na troca de mensagens, Lebre disse a ela que queria conhecê-la e estava muito ansioso para o show. “Ela me reconheceu”, disse empolgado após a ficada com a artista. Durante os beijos e amassos com o rapaz no palco, Adore brincou: “Meu novo mamorado, vou casar com ele”. Depois que Lebre subiu ao palco, uma enxurrada de fãs queria seu momento íntimo com a drag, que foram dispersados pelos seguranças. Ela ainda deu selinho em duas garotas.

Entre as cidades que visitou, além de São Paulo, estão: Curitiba, Fortaleza e Rio de Janeiro. Adore ainda se apresenta em Recife, no Clube Metrópole, na próxima quinta-feira (30.04).

Leia mais

Capital Cities celebra anos 80 com show agradável, em SP

[pullquote align=”right”] Confira trechos do único show do Capital Cities em SP no Instagram (@aoscubos) [/pullquote]Capital Cities fez show para os olhos e ouvidos ao celebrar os anos 80 no Citibank Hall, nesta terça-feira (02.12), em São Paulo. Em aproximadamente 1h30, o duo americano revisitou Madonna, Sinéad O’Connor, Bee Gees, Michael Jackson e ainda tocou duas vezes seu mega hit “Safe and Sound”. O show começou praticamente no horário estabelecido, às 21h33 (3 minutos toleráveis de atraso).

[alert type=”info”] Fotos exclusivas, gentilmente cedidas por Rafael Koch Rossi[/alert]

Apesar de não mudar uma vírgula do setlist tocado no Chile, a dupla indie de Los Angeles (Estados Unidos) fez de tudo pra agradar: tentou falar português e ainda ensaiou alguns passos de dança com os braços – de dar inveja a Britney Spears. A iluminação foi capítulo à parte e a não-separação do público entre pista VIP e comum deu um ar homogêneo à casa, que estava longe de ficar lotada.

DSC_1087

O trompete foi a principal muleta da apresentação: esteve presente da primeira à última música, mesmo que uma ou outra tivesse uma levada mais electro pop atual. No entanto, o instrumento foi determinante para essa ambientação oitentista.

Ryan Merchant e Sebu Simonian (o barbudo) deram, novamente, uma aula de dança para os paulistas: fizeram a plateia ir de um lado para o outro, bater palmas e ainda dar rodopios. Simonian foi clichê ao levantar a bandeira do Brasil em “Staying Alive” e ainda disparou: “Hoje é dia de rock, bebe”, frase de Christiane Torloni no Rock in Rio. (Relembre!)

Nos primeiros acordes de “I Sold My Bed, But Not My Stereo”, a plateia já sabia que essa seria das mais animadas. Até quem não conhecia a letra, se rendeu ao refrão repetitivo. Nessa hora, Ryan pediu para que o público colocasse as mãos para cima e perdesse o juízo. Pedido atendido! “One Minute More” é aquele tipo de música que você para e pensa: hum, conheço de algum lugar. E lembra que é da trilha sonora de “Homem de Ferro 3”. Antes do bis, cantaram “Safe and Sound”, pela primeira vez. O duo agradeceu com “obrigado” em português mesmo o coro em massa.

Talvez incrédulos pelo sucesso que o trouxeram de volta em tão pouco tempo, entraram com câmeras em punho, gravando a reação da plateia. Afinal, eles estiveram por aqui no Lollapalooza, em março deste 2014. No bis, tocaram: “Farrah Fawcett Hair”, “Nothing Compares 2 U” (de Sinéad Connor), “Holyday” (de Madonna) e mais uma vez “Safe and Sound”. Agora um remix. Terminaram, pedindo para o povo tirar os casacos e rodopiá-los no ar. Bem, poderiam ter parado antes desse momento. Faltou pedirem à plateia gritar: u uhu… ai ai ai ai ai. Ainda bem que as luzes cerraram por ali.

[hr]
[button link=”#” size=”medium”]VEJA MAIS FOTOS DA APRESENTAÇÃO:[/button]

Leia mais

Britney Spears encarna dominatrix

Britney Spears aparece como uma dominadora de sadomasoquismo em seu novo clipe, Work B**ch, lançado por volta das 23h desta terça-feira (1). Em diferentes momentos, a cantora aparece empunhando chicotes, e laçando possíveis “inimigas”, que aparecem aos seus pés.

As dançarinas têm acessórios mais pesados, como máscaras, roupas de couro, algemas e até mordaças estilizadas, onde ao invés de bolas de silicone entram em cena aparelhos de som portátil da marca Beats. Para alegria dos fãs, a cantora aparece mais gostosa e ainda volta a ensaiar passos de dança, algo que mal pôde ser visto nos últimos vídeos: “Oh La La” (trilha sonora de “Smurfs 2”), “Scream and Shout” (single avulso em parceria com Will.I.Am), “Criminal” e “I Wanna Go”, de “Femme Fatale”.

Quando o chicote de Britney toca no chão, as rivais se autodestróem. Imagens na inernet já dão os nomes: Christina Auiglera, Beyoncé, Lady Gaga, Rihanna, Katy Perry e Nicki Minaj. Nessa lista, Miley Cyrus pode ser incluída, pois “Wrecking Ball” superou a marca de 20 milhões de views em um clipe do YouTube em 24 horas. Os fãs de Britney já se mobilizam pra bater esse recorde, mas acho que o clipe não é algo competitivo, mas para mostrar o quanto ela “trabalhou” para entregar um trabalho mais coeso e uma coreô que até move as pernas (risos).

O vídeo se passa em seis diferentes locações: deserto, elevador sala envidraçada com Las Vegas de fundo, uma piscina, clube de dança e uma parede branca. Na do deserto, Britney ensaia alguns passos de dança ao lado de um corpo de baile, requebra até o chão com uma lamborghini ao fundo levantando areia, e nesse mesmo cenário, em outra cena, aparece em uma penteadeira, fazendo propaganda de seu perfume Fantasy.

Capturas de tela

Aliás, publicidade não faltou neste clipe: além do carrão e do aparelho Beats (pill), o clipe aproveita para evidenciar as de apresentações no Planet Hollywood, onde por dois anos ela se apresentará na rede de cassinos de Las Vegas. O novo single faz parte do oitavo álbum de estúdio da cantora, ainda sem nome, com previsão para ser lançado em novembro.

Leia mais

Britney Spears sacia desejo dos paulistas em show que virou balada

Britney Spears completou 30 anos nesta sexta-feira (2). Eu queria ter escrito antes sobre a passagem dela pelo Brasil – com shows do Rio de Janeiro e São Paulo. Afinal, marcava o fim de um ciclo na minha vida: ver alguém que vi surgir, acompanhei tanto, colecionei material – tenho todos os CDs, DVDs, um monte de pôster e revistas (!!!).  Foram 12 anos como fã saciados em uma noite, que acabou virando balada, pois boa parte do público conhecia mesmo os hits. Ah, é! Foi ela também que deu um “empurrãozinho” na minha carreira de jornalista/blogueiro, quando em 2001 montei um fã-site temático (chamava-se “Britney4U”, depois tive um outro “Hot Briney”, quando não pude mais manter, me juntei à equipe do “Britney Now”, atualmente “BritneySpears.com.br”). Não deu tempo, novembro foi um mês de cão. Mas agora, depois de muito refletir, resolvi escrever. Vou começar pelo que presenciei em São Paulo.

Leia mais

Veja o resultado das promoções Britney Spears e Simple Plan

SWU Brasil chegando, show de Britney Spears (!) também… Mas vamos aos resultados das promoções para acabar com a ansiedade dos fãs? Em nome do Aos Cubos, queremos agradecer às parcerias: T4F Pop (pela cessão dos ingressos para os shows de Britney em SP e no RJ), além das gravadoras Sony Music (que vai premiar os vencedores com CDs “Femme Fatale” e “B In the Mix: The Remixes Vol. 2”) e Warner Music (que dará aos vencedores as camisetas, CDs e DVD), além da agência Total GROOVE, que cuidou de todos os trâmites para sermos embaixadores do SWU e conseguirmos realizar as promoções.

Leia mais

Britney Spears faz shows no Brasil em novembro; concorra a ingressos

Britney Spears vem ao Brasil em novembro para apresentações da turnê “Femme Fatale” no Rio de Janeiro (dia 15), na Praça da Apoteose, e em São Paulo (dia 18), na Arena Anhembi. No nosso Facebook tem uma promoção (na aba Giveaways) rolando, parceria com a produtora T4F e a gravadora Sony Music: vale um par de ingressos (PISTA VIP) + 1 kit Sony Music (com os CDs “Femme Fatale [Deluxe Edition]” e “B In the Mix: The Remixes Vol. 2”) para os fãs da loira no Rio de Janeiro e, para São Paulo, rolam dois pares (PISTA COMUM) com o mesmo kit.

Leia mais

Uma infância marcada pelas loiras

DA REDAÇÃO
Xuxa Verde Victor Martin*, especial para o Aos Cubos

Uma boa criança que teve sua infância entre os anos 80 e 90, com certeza deve se lembrar que essa época foi marcada por alguns fatos. O que quero fazer vocês se lembrarem neste post é da suposta rivalidade entre as cantoras e apresentadoras infantis, que animavam (ou não) as manhãs e tardes das principais emissoras de TV da época. Enquanto hoje se discute se Lady Gaga é melhor do que Britney Spears, naquela época a mídia questionava se Angélica era mais talentosa do que Xuxa.

Leia mais

Dia das Crianças pra relembrar a infância de Britney Spears a Hanson

Hoje é Dia das Crianças e, inspirado pelas carinhas da infância no Twitter e no Facebook (inclusive a minha!), resolvi vasculhar os arquivos de vídeo no YouTube e tirar da minha memória (e do Google, por que não!?) quais artistas tiveram sua carreira iniciada quando pequenos para poder elencar aqui no post. Um trio sempre lembrado por ter começado no “Mickey Mouse Club”, da Disney, puxa a lista: Justin Timberlake (ex-N’Sync), Britney Spears e Christina Aguilera.

Leia mais