As Aventuras de Tintim une definitivamente live-action e animação

Estreia nessa sexta em todo o Brasil (inclusive nas salas iMax) o novo filme de Steven Spielberg, a ambiciosa adaptação para os cinemas de três histórias do personagem clássico das histórias em quadrinhos Tintim. Além de ser entretenimento de primeira (o primeiro filme que não é da Pixar a ganhar o Globo de Ouro de Melhor Animação desde que a categoria foi criada), o filme dá um passo além no método de captura de movimentos e abre muitas possibilidades de utilização para essa tecnologia, que já é bem conhecida, mas que nunca tinha sido utilizada numa animação com tanto êxito.

Leia mais

Guillermo del Toro pede para que você 'Não Tenha Medo do Escuro'

Compre suas entradas, antecipadamente, pelo Ingresso.com

“Não Tenha Medo do Escuro” (Don’t Be Afraid of The Dark, 2010) estreia nesta sexta-feira (14) nos cinemas brasileiros. E, em entrevistas a sites gringos, o produtor do filme, o diretor e escritor mexicano Guillermo del Toro (“Hellboy” e “Blade”)- que escreveu o roteiro ao lado de Matthew Robbins (“Mutação”) -, tem dito que queria se livrar do seu trauma de infância (com direito a mansão mal-assombrada), transformando-o em arte. Para ele, “Não Tenha Medo…” é uma espécie de Lado B de “O Labirinto do Fauno”, e seu segredo do sucesso são os personagens marcantes.

Leia mais

Tiradas inteligentes e bom humor agradam em 'Um Parto de Viagem'

Com tiradas inteligentes, o charme de Robert Downey Jr. e a atuação de Zach Galifianakis, Duo Date (título original de Um Parto de Viagem) consegue tirar boas gargalhadas do público, agradando todas as idades. Classificamos como um filme bom e, principalmente, engraçado.

A história começa quando Peter Highman (Robert Downey Jr.) – um arquiteto que precisa chegar em Los Angeles a tempo do nascimento de seu primeiro filho – é expulso de seu voo e é proibido de voar graças as atitudes sem noção de Ethan (Galifianakis), um aspirante ator que tenta ir para Hollywood, com o sonho de participar da série de TV Two and a Half Men. Quando percebe que sua carteira fica no avião, Peter – sem ter como alugar um carro, aceita ajuda oferecida de Ethan para cruzar o país com destino a Los Angeles.

Downey Jr. poderia ter se saído melhor, distanciar-se (da imagem que criou como o cara irônico e charmoso) um pouco das personagens que vem atuando ultimamente, como em  Zodiaco, O Solista, Iron Man… Fez muita falta aquele ator de Tropic  Thunder.  Entretanto, quem ganhou com isso foi Zach: roubou a cena todo o tempo, desse filme melhor que Se Beber, Não Case (que acho uma porcaria, diga-se de passagem),  que o revelou ao grande público. Ele, mais uma vez, pontuou seu talento para comédia. Atentem para as andadas dele, no começo e no final de cada sketch, e toda a criação da personagem.

O filme ainda tem outros pontos, como a participação da linda Juliette Lewies (que deu envelhecida), como uma excêntrica traficante de drogas e mãe solteira. Além de Jamie Foxx, que participa como amigo de infância de Downey Jr., que se tornou um grande ídolo do esporte. As duas participações, embora pequenas, são em partes estratégicas do filme. Além, de John Cryer e Charlie Sheen (como Alan e Charlie do seriado americano).

Encube-os: site oficial; ficha técnica e informações adicionais.

***

Bom, assistam e tirem suas próprias conclusões. Com certeza, darão boas risadas.

***

Cuidado, SPOILERS: A imitação de Vito Corleone (Marlon Brando) é sensacional, rola até um dedinho. (Igual!); Pra quem não identificar a cena do filme o Poderoso Chefão (The GodFather), é a primeira, no casamento da filha; Onde um senhor pede que Dom Corleone execute um homem; O fato de Ethan Trembley ser fã de Two and a Half Man e ele ter um site chamado www.itsrainningtwoandahalfman.com; Ter um cachorro que se masturba.

Leia mais